top of page

Jogo do bicho: Coelho ou lebre?

No #jogodobicho especial de Páscoa você saberia identificar as diferenças entre lebres e coelhos?



Na família Leporidae, as lebres pertencem ao gênero Lepus e todos os demais gêneros desta família são considerados coelhos. Lebres e coelhos são herbívoros, podendo também apresentar coprofagia. São bons corredores e saltadores na fuga dos predadores.


As lebres são geralmente maiores e mais pesadas que os coelhos, com orelhas e patas traseiras mais compridas. Seu crânio é articulado. Com coloração marrom amarelada ou acinzentada, modifica-se para branco acinzentada no inverno. Possuem maior resistência nas corridas, onde chegam até 64km/h e saltos de até 3m, e emitem grunhidos quando ameaçadas. Vivem em campos abertos e pastagens, sendo normalmente solitárias e de hábito noturno. Sua reprodução ocorre no período diurno (no inverno e verão), com ninhos de grama na superfície. Seus filhotes são precoces, com independência da mãe já nos primeiros 4 dias de vida. A lebre europeia (Lepus europaeus) é uma espécie introduzida em vários países do mundo, inclusive no Brasil, onde causa grandes prejuízos nas plantações da região Sul.


Os coelhos não mudam a coloração ao longo do ano. Geralmente são gregários. A reprodução ocorre durante todo ano, construindo tocas subterrâneas (coelheiras). Seus filhotes são altriciais, com total dependência da mãe, nascem cegos e sem pêlos. O coelho brasileiro ou tapeti (Sylvilagus brasiliensis) é a única espécie de coelho nativa no Brasil. De coloração acastanhada e porte pequeno, hábito crepuscular e noturno. Vive em campos, florestas, no Cerrado e em áreas humanizadas. Encontra-se "Em perigo" na lista da IUCN, sofrendo com a caça, fragmentação de hábitat e a competição com a lebre europeia invasora.


Fontes: Perito Animal/ IUCN/ NETO et al., 2019 (Revisão bibliográfica de Sylvilagus brasiliensis (Linnaeus, 1758) (Lagomorpha; Leporidae)


 

Comentarios


bottom of page