top of page

Uma a cada cinco espécies de répteis no mundo estão ameaçadas de extinção

Cientistas apontam que 1 a cada 5 espécies de répteis no mundo está sob ameaça de extinção.

O desmatamento, a expansão imobiliária, as atividades agrícolas e a bioinvasão estão entre as principais ameaças para as 10.196 espécies pesquisadas em um estudo publicado na revista Nature que envolveu a participação de pesquisadores de vários países do mundo.

O grupo dos crocodilianos (crocodilos) e testudines (tartarugas) estão entre os que mais requerem atenção, com cerca de 50% e 57,8% das espécies, respectivamente, com mais riscos de extinção. Por sua vez, as espécies de áreas florestais são as mais fragilizadas, ao contrário do que se pensava para as habitantes de regiões mais áridas.

Apesar de menos carismáticos e terem menos esforços de conservação em comparação às aves e mamíferos, ações conservacionistas para os demais tetrápodes acabam beneficiando também o grupo dos répteis e todo o ecossistema no qual vivem.

Fonte: Cox et al., 2022. A global reptile assessment highlights shared conservation needs of tetrapod.


 

Comentarios


bottom of page