top of page

28 de abril: Dia da Caatinga


A caatinga é um bioma brasileiro (quase 100% nordestino) que ocupa 11% do território nacional e abriga uma área de aproximadamente 844.453 km², cobrindo todo o Estado do Ceará e parte dos Estados de Alagoas, Bahia, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e Minas Gerais.


Apesar de pouco estudado, apresenta grande biodiversidade, com cerca de 1.824 espécies de vertebrados e invertebrados conhecidas, sendo a maioria de aves (548 spp.), peixes (386 spp.) e formigas (276 spp.).


É considerado por alguns pesquisadores como a floresta semiárida mais biodiversa do mundo e de alto grau de endemismo. Este endemismo está relacionado a fatores evolutivos decorrentes das várias mudanças climáticas sofridas na região. Estes eventos permitiram a maior adaptação das espécies.


Mesmo com a resiliência das espécies, a caatinga sofre com constantes ameaças. Em 35 anos, cerca de 15 milhões de hectares de vegetação nativa foi perdida, resultando em um declínio de 40% (79 mil hectares) de água superficial natural no bioma. Atualmente, as fontes artificiais (hidrelétricas, reservatórios e mineração) perfazem 72,5% da fonte de água na caatinga. A seca e a degradação ambiental também ameaçam 125 espécies da fauna, destas, 47 espécies endêmicas.


Fontes: ICMBio/ Associação Caatinga/ Projeto MAPBIOMAS.


 

Commentaires


bottom of page